Edição 2020 da Maratona do Rio tem versão virtual em função da Covid-19

Realização: Maratona do Rio

País: Brasil

Em março de 2020, a Maratona do Rio teve sua realização adiada para outubro, com a expectativa de que, até a data, a pandemia de Covid-19 já estivesse controlada e a prova presencial pudesse ser realizada.

Em julho, no entanto, a organização do evento, após analisar a evolução do surto e as diretrizes das autoridades de saúde, anunciou a realização da edição 2020 da maratona em um novo formato, totalmente virtual.

No novo formato, os corredores podem participar da maratona de onde estiverem, definindo o seu próprio trajeto. Com provas de 5 km e 10 km, 21 km e os tradicionais 42 Km, os competidores devem se conectar à plataforma Running Heroes entre os 9 à 12 de outubro e completar a quilometragem escolhida.

Antes da prova, um kit com camiseta é enviado à casa do participante e para aqueles que completarem a corrida, a medalha é enviada ao endereço do atleta.

Enquanto correm, os inscritos também contribuem para o combate à pandemia do Coronavírus, já que a cada quilômetro percorrido uma quantia em dinheiro será doada à FIOCRUZ para viabilizar tratamentos e formas de prevenção à Covid-19.

 

Skol lança jogos de bar online para animar Happy Hour na quarentena

Realização: Skol

País: Brasil

Para deixar a quarentena mais divertida, em agosto de 2020 a marca de cerveja Skol lançou versões online dos jogos “Stop” e “Eu Nunca” para animar o Happy Hour virtual.

Os Jogos de Bar da Skol são uma extensão para Google Chrome e podem ser usados em plataformas de videoconferência, como Zoom e Hangout, quando acessadas pelo desktop.

 

Prefeitura do Rio de Janeiro realiza Live para adoção de animais durante isolamento social

Realização: Prefeitura do Rio de Janeiro

País: Brasil

Em julho de 2020, a Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Subsecretaria de Bem-Estar Animal (Subem) realizou uma Live de Adoção no Facebook, em que apresentava virtualmente 50 cães e gatos resgatados e cuidados pelo município disponíveis para adoção.

O novo método de adoção lançado pela prefeitura visava a proteger as pessoas durante o surto de Covid-19. Antes do isolamento social, a Subsecretaria rodava parques e praças com sua campanha de adoção. Porém, para evitar aglomerações, os bichinhos passaram a ser apresentados ao vivo, com o vídeo do resgate de cada um e as explicações sobre sua história, seu comportamento, a guarda responsável e a adaptação no pós-adoção.

Para adotar, os interessados deveriam acompanhar a Live e passar por uma entrevista. Caso fossem aprovados, o animal era entregue na casa do adotante, já castrado, vacinado, vermifugado e com microchip de identificação.

 

Máscara + Renda, da Rede Asta, gera renda e distribui produção localmente

Realização: Rede Asta

País: Brasil

Em tempos de crise, sabe-se que os grupos mais afetados sócio-economicamente são sempre mulheres e crianças, historicamente ameaçados nos seus sistemas de garantias de direitos. E, com a pandemia da Covid-19, não foi diferente: milhares de costureiras e artesãs, em todo o país, sofreram os impactos em seus micro empreendimentos ou nas confecções para as quais prestavam serviços, seja como autônomas ou como empregadas.

Diante deste cenário, a Rede Asta, em parceria com uma série de empresas e instituições, lançou o projeto “Máscara mais Renda” que tem como objetivo principal gerar renda para mulheres em situação de vulnerabilidade social, em todo o país. Elas se inscrevem gratuitamente e, após selecionadas, recebem a matéria prima em casa e um pagamento por máscaras produzida por dia, garantindo o recebimento de uma renda mensal, por 03 meses. Ao final da produção, elas indicam organizações sociais locais para receberem as máscaras e distribuírem para a comunidade, gratuitamente.

Este é o tipo de ação que impulsiona a potência do consumo local, aliados às características de um negócio de impacto social: gerar renda em resposta a uma determinada problemática, de modo que o maior número de pessoas sejam beneficiadas por uma mudança nos modos de se produzir e consumir.

 

Sacadas a Mostra: Projeto cria “sacada virtual” para divulgar artistas independentes durante a quarentena

Realização: Samoel Junqueira + Pedro Arvati + Victor Souza

País: Brasil

Em função do fechamento de bares e o cancelamento de eventos e shows devido à pandemia de Covid-19, o trabalho dos artistas independentes foi altamente impactado.

No entanto, durante o período de quarentena, a música e outras manifestações artísticas encontraram nas sacadas dos prédios uma possibilidade de palco, levando um pouco de entretenimento para os que estavam isolados em suas casas.

A partir deste cenário, os criativos Samoel Junqueira, Pedro Arvati e Victor Souza criaram, em julho de 2020, a página no Instagram @sacadasamostra, que tem a proposta de funcionar como um “sacada digital”, como se cada post fosse a varanda de um prédio, apresentando um músico independente.

Nos posts, os idealizadores da página levam ao público um pouco da história de cada artista, o que mudou com a pandemia e um vídeo promovendo seu trabalho.

 

Casa de repouso cria “túnel do abraço” para que parentes possam manter contato físico com idosos durante a pandemia

Realização: Residencial Geriátrico Três Figueiras

País: Brasil

Em junho de 2020, o residencial geriátrico Três Figueiras, na cidade de Gravataí, no Rio Grande do Sul, criou o “túnel do abraço”, uma espécie de cortina de plástico com compartimento para os braços para que parentes pudessem manter contato físico com os residentes da casa de repouso de forma segura, sem risco de transmitirem o vírus.

 

Supermercado Pão de Açúcar instala “cotoveleiras” que permitem abrir geladeiras sem o uso das mãos

Realização: Pão de Açúcar

País: Brasil

Em junho de 2020, a rede de supermercados Pão de Açúcar instalou “cotoveleiras” na frente dos freezers e geladeiras de suas lojas para que as pessoas não precisem usar as mãos para abrir esses equipamentos ao fazerem as suas compras.

Para utilizá-las, basta que o cliente posicione o próprio braço até a altura do cotovelo no acessório, cujo desenho foi criado especialmente para que seja possível abrir os equipamentos somente a partir desse movimento. A “cotoveleira” foi uma inovação desenvolvida pelo Pão de Açúcar em parceria com fornecedores.

Segundo a empresa, até o final de julho de 2020, todas as unidades do Pão de Açúcar deverão contar com a inovação, como forma de reforçar medidas preventivas à Covid-19.

Dica da Juliana Martins do @tendancesnews

 

Supermercado Carrefour usa radiação ultravioleta para desinfectar compras do Coronavírus

Realização: Carrefour

País: Brasil

Em junho de 2020, a rede de supermercados Carrefour instalou em uma de suas lojas em Osasco, São Paulo, uma máquina de luz ultravioleta para higienizar os produtos adquiridos pelos clientes.

Funciona assim: após empacotadas no caixa, as compras são colocadas no carrinho de supermercado que entram dentro da máquina, um por vez. Uma porta se fecha para proteger as pessoas e a máquina emite radiação através de uma luz ultravioleta (UV) que, segundo a empresa, é capaz de eliminar vírus, bactérias e outros micro-organismos das superfícies dos produtos.

 

Museu do isolamento brasileiro – um espaço de divulgação de arte em tempos de pandemia

Realização: Lu Adas

País: Brasil

Pensando no impacto da pandemia sobre o trabalho de artistas, a paulistana – e artista visual – Lú Adas criou o Museu do Isolamento Brasileiro.


Segundo o site da iniciativa, “o Museu do Isolamento é o primeiro museu online do Brasil que se propõem a divulgar o trabalho de artistas que estão produzindo no período de isolamento social. Para aqueles que produzem arte, o Museu se propõem a ajuda-los a encontrar um espaço de visibilidade para que consigam expor seus trabalhos de uma forma mais democrática”.
No portal estão reunidos desenhos, bordados, grafittis e outros formatos.  

 

Adote um CV busca aumentar visibilidade de currículos de profissionais que procuram recolocação durante a pandemia

Realização: Rodrigo Chiesa + Paulo Silva

País: Brasil

Lançado em abril de 2020, o Adote um CV tem como objetivo ajudar os brasileiros que perderam o emprego durante a pandemia do Coronavírus e buscam recolocação. A ideia é que uma pessoa ‘adote’ um currículo disponibilizado no site, de um profissional que está em busca de emprego, e o compartilhe em suas redes sociais, ajudando a dar visibilidade ao CV e aumentando as chances de contratação do profissional.

A iniciativa sem fins lucrativos, desenvolvida por Rodrigo Chiesa e Paulo Silva, consolida informações de planilhas divulgadas de forma pública no Linkedin, de profissionais que foram desligados de seus empregos em função do atual cenário.

 

Antarctica realiza parceria com Biscoito Globo e reverte venda do produto para ambulantes

Realização: AMBEV + Biscoito Globo

País: Brasil

Com o objetivo de relembrar os dias tipicamente cariocas, a Cerveja Antarctica realizou uma parceria para a compra de Biscoito Globo, um ícone da cidade que teve as vendas drasticamente afetadas pela interdição das praias do Rio de Janeiro. O aplicativo Zé Delivery passou a comercializar em 26 de maio kits da cerveja e do biscoito, com lucro 100% revertido para complemento de renda dos ambulantes.
Tanto o valor do lucro do biscoito quanto da Antarctica serão doados aos ambulantes, que receberão o crédito via Ame Digital. A empresa já possuía o cadastro de inúmeros ambulantes que realizavam, desde janeiro, vendas pelo app.

 

Havaianas, Complexo do Alemão e Brasil no movimento #EmpatiaGeraEmpatia

Realização: Havaianas e coletivos

País: Brasil

De uma conversa entre o ativista Raull Santiago, morador do Complexo do Alemão e cofundador do Coletivo Papo Reto e a Consultora Cristina Naumovs, surgiu a ponte da parceria com a Havaianas, que se transformou em milhares de chinelos, produtos de higiene, limpeza e leite em pó. Como durante a pandemia, todas as ações do Papo Reto estão direcionadas a fortalecer o Gabinete de Crise do Complexo do Alemão (já mencionado em postagem anterior aqui), foi a partir desta frente que iniciou a distribuição pela favela.

Além do Complexo do Alemão, conseguiram conectar mais algumas periferias do Brasil nessa parceria, como a ONG Lá da Favelinha do Aglomerado da Serra, em Belo Horizonte. Agência Popular Solano Trindade do Campo Limpo, em São Paulo. Rede Urbana de Ações Socioculturais “RUAS” de Ceilândia, Brasília. E o Vale do Dendê, de Salvador.

Video no perfil do Instagram do Raull Santiago.

 

Fashion Masks, do Instituto REsocial, entregam 1 milhão de máscaras em 30 dias de operação

Realização: Instituto REsocial

País: Brasil

O movimento Fashion Masks nasceu no início da quarentena, sem fins lucrativos, com o propósito de fazer a ponte entre a demanda por máscaras de proteção e profissionais sem trabalho neste período de paralisação da economia. Assim, dando suporte a empreendedores individuais e gerando renda para a população desassistida.

As máscaras são feitas por pequenas fábricas antes paralisadas e em situação de risco. Apenas pelos custos de produção e frete, entregam as máscaras em casa para quem não consegue produzi-las. A REsocial é uma iniciativa de inclusão social, criada em meio a maior crise sanitária e econômica vivida em nosso país, com o propósito de criar soluções auto-sustentáveis capazes de absorver a força de trabalho de mais 40 milhões de brasileiros desempregados. A missão é impactar positivamente o elo mais fraco da sociedade (informais e minorias), criando projetos que os possibilitem continuar trabalhando e sustentando suas famílias.

 

Movimento Nós: iniciativa criada por grandes companhias de alimentos e bebidas para ajudar o pequeno comércio brasileiro

Realização: Ambev + Aurora + BRF + Coca-Cola + Heineken + Mondelez + Nestlé + Pepsico

País: Brasil

Movimento Nós é uma iniciativa criada por oito das principais companhias de alimentos e bebidas do Brasil (Ambev, Aurora, BRF, Coca-Cola, Heineken, Mondelez, Nestlé e Pepsico) para ajudar o pequeno comércio brasileiro a transpor os desafios causados pelo surto de Covid-19.

Lançada em maio de 2020, a coalizão desenvolve ações para ajudar os pequenos negócios em 4 vertentes:

Reabastecimento facilitado do estoque: as empresas do Movimento se comprometem a oferecer condições comerciais para ajudar os pequenos pontos-de-venda a se reabastecer, especialmente na primeira compra. Entre os benefícios estão: prazos maiores de pagamento, pagamento em maior número de parcelas, crédito digital para a primeira compra, descontos especiais, produtos bonificados e produtos consignados.

Fortalecimento da relação entre comércios locais e consumidores: as empresas do Movimento buscam colocar em prática ações para estimular o consumo. Entre as ações desenhadas estão reposição de estoques de produtos com descontos adicionais aos valores totais dos pedidos ou em itens selecionados, seleção de produtos com promoção especial para ser repassado o desconto para o consumidor e retorno de créditos a cada compra para ser usado em pedidos futuros (cashback).

Divulgação de informações relevantes do mercado: as empresas do Movimento se comprometem a dividir informações públicas relevantes para os pequenos comerciantes, democratização da informação, fazendo-a chegar aos pequenos empreendedores.

Reabertura segura com foco na saúde: as empresas do Movimento buscam compartilhar protocolos e treinamentos de proteção e saúde, kits com máscaras, álcool em gel, cartilha de boas práticas, cartazes, entre outros itens para retomada das atividades dos pequenos comerciantes.

Segundo as empresas, mais de R$ 370 milhões serão investidos no programa, beneficiando mais de 300 mil pequenos comércios em todo o Brasil — entre bares, lanchonetes, padarias, mercearias, empórios e restaurantes.

 

Heinz transforma ingredientes de seu ketchup em cestas de doação para preparo de refeições

Realização: Heinz

País: Brasil

Em maio de 2020, a Heinz Brasil transformou os ingredientes da receita do seu ketchup – tomate, açúcar, vinagre, sal, cebola e temperos naturais – em cestas para o preparo de refeições nutritivas para pessoas em situação de vulnerabilidade. As cestas foram doadas para a Gastromotiva, uma organização sem fins lucrativos que visa a transformação social por meio da gastronomia, e que desde início do agravamento da pandemia de Covid-19 no Brasil vem desenvolvendo iniciativas para ajudar pessoas em vulnerabilidade, como a campanha #EuAlimentoEsperança.

 

Com impossibilidade de sessões de fotos presenciais, Amaro cria modelo virtual para suas campanhas

Realização: Amaro

País: Brasil

Sem poder realizar sessões de fotos presenciais com modelos, fotógrafos e equipe de produção devido ao isolamento social, a Amaro, loja de roupas online, criou uma modelo virtual para estrelar suas campanhas publicitárias digitais. Chamada de Mara, a modelo foi criada a partir da base de dados coletados pelo time de inteligência de negócios da empresa.

 

Me ajuda a ajudar? Frente à pandemia, do que precisam os mais vulneráveis?

Realização: BOX1824 + Publicitários Negros

País: Brasil

A iniciativa idealizada por jovens comunicadores periféricos com apoio do grupo Publicitários Negros e da BOX1824 mapeia as necessidades e urgências da periferias de todo o Brasil, buscado insumos a iniciativas sociais de grandes marcas e empresas no combate a pandemia de COVID-19.

 

Festival Favela em Casa: programação online que une diferentes linguagens artísticas das periferias do Brasil

Realização: Sociedade Civil + Ubunbu Produções + Boia Fria Produções + Aquarium Prodz

País: Brasil

O Festival Favela em Casa surgiu a partir da crise enfrentada pelos artistas independentes durante a pandemia. Pretende unir geração de renda, engajamento cívico e solidariedade com várias produções artísticas urbanas vindas das periferias de todo o Brasil em 36 horas de programação divididos por quatro dias e mais de 70 apresentações.

.Essa é uma iniciativa de dois jovens da periferia paulista, a produtora Andressa Oliveira, moradora do Campo Limpo, extremo sul de São Paulo e o articulador cultural e fotógrafo Marcelo Rocha, da cidade de Mauá no ABC Paulista. Junto a isso, os produtores Ana Paula Paulino (Ubuntu Produções), Mariana Bergel (Boia Fria Produções), Rico Manzano (Aquarium Prodz) e Warley Alves, se juntaram ao time para uma curadoria coletiva, com dezenas de artistas de várias favelas do país.

“O Brasil é um país festivo por natureza, reconhecido por suas culturas. Assim, não surpreende em ter encontrado uma saída tão potente nas lives da vida, gerando entretenimento em meio ao caos, que torna esse momento menos difícil de se passar. Cultura de periferia para periferia.”

 

Startups se unem a pequenos agricultores e criam negócios na pandemia

Realização: Livup + parceiros

País: Brasil

Tecnologia aliada aos pequenos produtores de orgânicos pode salvar economia familiar e gerar novos empregos. De um lado produtores familiares, com alimentos orgânicos tentando escoar plantação. Do outro, a Livup, uma startup de foodtech (empresa que une plataforma digital e comida) em expansão no Brasil. A união fez a força e o resultado é um novo negócio: a entrega de cestas de orgânicos via app e site.. Em tempos de crise e isolamento, empresas de tecnologia têm agilidade para mudar e se adaptar ao novo mercado de consumidores.

 

Cerveja Bohemia lança movimento “Ajude um Buteco” para ajudar botecos a reabrirem após fim da quarentena

Realização: Bohemia

País: Brasil

Com as recomendações para todos ficarem em casa devido a pandemia de Covid-19, botecos de todo o Brasil precisaram fechar as suas portas. Para garantir a reabertura dos estabelecimentos após o período sem faturamento, em abril de 2020, a cervejaria Bohemia lançou o movimento “Ajude um Buteco”.

Através da iniciativa, consumidores podem escolher o boteco de preferência e comprar vouchers para serem usados no futuro, com descontos no valor da compra. A cada compra, Bohemia inteira 20% do valor do voucher adquirido. Desta forma vouchers de consumo de R$ 25 têm preço para o consumidor de R$20, vouchers de R$ 50 têm preço de R$ 40 e vouchers de consumo de R$ 100 têm preço de R$ 80.

Em março de 2020, Stella Artois já havia criado uma iniciativa similar para ajudar restaurantes e em abril, a Heineken desenvolveu a campanha #BrindedoBem para ajudar bares durante a pandemia de Coronavírus.

 

#CoronaNasPeriferias: uma coalizão nacional de enfrentamento ao coronavírus

Realização: Sociedade civil

País: Brasil

Coalizão nacional de comunicadores periféricos para a disseminação de informação correta sobre a pandemia, cuidados e efeitos, entre os moradores das grandes comunidades do país.

 

Plataforma “Pertinho de Casa” aproxima pequenos produtores de consumidores e ajuda comércio local

Realização: FAESP + Facebook, Accenture + Sebrae + Senar + Vtex

País: Brasil

O PERTINHO DE CASA é uma iniciativa, sem fins lucrativos, liderada pela FAESP- Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo e apoiada por distintas empresas (denominadas “Apoiadoras” entre elas a Accenture, Facebook e VTEX) que se uniram durante a pandemia da Covid-19, causada pelo Coronavírus, para aproximar produtores rurais, feirantes e afins, empreendedores de micro e pequenos negócios, (que viram suas rendas reduzidas drástica e repentinamente) a consumidores próximos a suas regiões de atuação, e que se viram com a mobilidade reduzida em razão das restrições de circulação.

 

CUFA recolhe doações para moradores de favelas através do Uber Eats

Realização: CUFA + Uber Eats

País: Brasil

Em abril de 2020, a CUFA (Central Única das Favelas) firmou uma parceria com o Uber Eats no Brasil para receber doações através do aplicativo. Os usuários do Uber Eats poderão doar cestas básicas e kits de higiene acessando a loja virtual “A comunidade nos move” disponível no aplicativo. As doações, entregues diretamente à CUFA, serão destinadas a favelas em cinco cidades do Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre e Salvador.

 

Covid Radar: coletivo integra iniciativas de enfrentamento à pandemia

Realização: Empresas e organizações

País: Brasil

Com o objetivo de ajudar no rastreamento do Covid-19 e auxiliar a sociedade brasileira no enfrentamento à Covid-19, o Covid Radar surge como uma iniciativa formada com o apoio de mais de 40 instituições públicas, privadas e acadêmicas (incluindo a Rede Brasil, do Pacto Global da ONU) em prol de uma maneira de acompanhar o avanço de casos da doença no país. O resultado é uma fonte de informações seguras e confiáveis para monitorar a contaminação e orientar a tomada de decisões, permitindo a atuação assertiva em cada fase da epidemia.

 

Lista Fortes Brasil: incentivo À doação de 1% do lucro líquido da empresa

Realização: Sociedade Civil

País: Brasil

A Lista Fortes nasceu da ideia do ator Caco Ciocler de estimular ainda mais doações desde o início da pandemia do Covid- 19 e ajudar as instituições que estão na luta contra o coronavírus, em todas as frentes, construção de hospitais, compra de equipamentos médicos, produção de álcool gel, distribuição de alimentos e renda, implementação de logística, etc. Já conta com apoio de diversos artistas que formam a lista de propagadores da boa notícia da Lista Fortes. 

A empresa escolhe suas causas e instituições, doa pelos menos 1% do seu lucro líquido, e passa a fazer parte da Lista Fortes Brasil.

 

Iniciativas da sociedade civil sem esperar por ações governamentais

Realização: ONGs e organizações civis

País: Brasil

A pandemia da Covid-19 gerou no Brasil uma reação de solidariedade que não espera por ações governamentais. Iniciativas da sociedade civil se espalharam por vários estados, levando aos mais necessitados comida, produtos de higiene, máscaras, recursos econômicos e informação numa linguagem familiar, que enfatiza a necessidade de distanciamento social e de prevenção contra a doença. Uma gigantesca rede de ajuda social que não depende do Estado está em marcha a todo vapor e representa, hoje, o único salva-vidas para milhões de pessoas. É uma força-tarefa nacional de voluntários e ONGs que vem combatendo o coronavírus de diversas maneiras.

 

Greenpeace lança livro de receitas sem carne para incentivar a redução do consumo durante a quarentena

Realização: Greenpeace

País: Brasil

Em função da quarentena, muitas pessoas começaram a aprender a como se virar na cozinha e a experimentar receitas diferentes. Pensando nisso, em abril de 2020, o Greenpeace Brasil lançou o “Quarentena Sem Carne”, um livro gratuito de receitas vegetarianas para ajudar as pessoas a enfrentarem o isolamento de forma saudável e ao mesmo tempo refletirem sobre o impacto do consumo de carne para o meio-ambiente.

De acordo com a publicação, “a agropecuária é hoje uma das principais causas do desmatamento de florestas no mundo e responsável por aproximadamente 60% das emissões dos gases do efeito estufa que provocam as mudanças climáticas” e, por isso, o Greenpeace incentiva a redução drástica do consumo de carne e derivados.

As receitas veganas e vegetarias são sugeridas por chefs, nutricionistas e influenciadores que defendem uma boa alimentação como forma de ajudar a lidar com a ansiedade, se manter em forma, entreter as crianças e descobrir novos sabores e ingredientes durante o período em casa.

 

Banco Original paga R$ 60 a mais a quem receber o Auxílio Emergencial do Governo na instituição

Realização: Banco Original

País: Brasil

Em abril de 2020, o Banco Original anunciou que vai oferecer mais R$ 60 para as pessoas beneficiadas pelo auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal que optarem por receber o benefício pelo banco. Para receber o adicional ao chamado “coronavoucher”, os correntistas que tiverem direito ao auxílio devem cadastrar a conta do Original na hora de acessar o aplicativo Auxilio Emergencial ou o site da Caixa.

 

Magalu lança plataforma digital para pequenas empresas e autônomos

Realização: Magazine Luiza

País: Brasil

Parceiro Magalu é o novo hub de vendas digitais do Magazine Luiza. Inaugurada em 02 de abril, Parceiro Magalu é uma plataforma de vendas digital gratuita que irá ajudar autônomos, micro e pequenos varejistas a terem uma renda durante esse período de crise causado pela pandemia do COVID-19.

 

Google mostra onde as quarentenas estão sendo respeitadas

Realização: Google

País: Mundial

O Google está utilizando dados de localização recolhidos de smartphones para ajudar autoridades de saúde a entender como as pessoas estão se movimentando durante a pandemia global de COVID-19, ou seja, como elas estão se comportamento em resposta aos pedidos de isolamento, distanciamento físico e home-office.

Os dados de localização compartilhados por seus usuários são usados para elaborar o que chama de “Relatórios de Mobilidade Comunitária”, criados para ajudar as autoridades a saber se a população está seguindo as recomendações de distanciamento social durante a pandemia.

Informação é baseada nos dados que já são compartilhados voluntariamente pelos usuários e usados para indicar o movimento em lojas e outros locais no Google Maps.

 

Heineken lança a campanha #BrindedoBem para ajudar bares durante a pandemia

Realização: Heineken

País: Brasil

Heineken cria plataforma de “vaquinha” com o objetivo de auxiliar bares que vem sofrendo o impacto da pandemia. Através dela, consumidores e empresas podem comprar vouchers de consumo em seus bares preferidos. Estes poderão ser resgatados até 31 de dezembro de 2020.

Além disso, a Heineken dobrará todo o valor arrecadado.

 

Governo brasileiro vai monitorar celulares para conter pandemia

Realização: Governo Federal

País: Brasil

O governo brasileiro vai passar a ter acesso a dados das operadoras de celulares para identificar aglomerações de pessoas em todo o país. Utilizando a geolocalização do celular, ferramenta que checa aglomerações e deslocamentos atingirá 222 milhões de linhas. Recurso será usado pelo Ministério da Saúde em políticas públicas. Dados serão fornecidos pelas empresas de telecomunicações Algar, Claro, Oi, TIM e Vivo.

Ao longo do avanço da pandemia, tem ganhado força o debate em torno de medidas que utilizam dados pessoais e sistemas de vigilância para combater o vírus. Até onde o interesse coletivo pode avançar sobre o individual?

Para parte dos especialistas e das autoridades, o debate sobre o direito à privacidade nesse momento não é apenas irrelevante como também pode ser fatal. O lado oposto aponta o risco da instalação de um Estado de vigilância permanente em nome de um bem comum e em detrimento do direito à privacidade.

 

Loja de lavagem de motos se transforma em QG da solidariedade

Realização: Two Wheel Club RJ

País: Brasil

Two Wheel Club localizada em Botafogo no Rio de Janeiro é uma loja para lavagem de motos e conta também com espaço de cozinha, bar e jogos. No início da pandemia, logo após interromper suas atividades comerciais, seu espaço foi ocupado para preparação de alimentos para doação à população em situação de rua. Contou com a colaboração de clientes e parcerias como hotéis que doaram os alimentos em estoque que não iriam mais utilizar. Logo depois passou a arrecadar e armazenar as doações de alimentos que saem todos os dias para distribuição com contribuições de clientes e amigos.

 

Blue Note SP doa refeições para moradores de rua e cria campanha para ampliar a iniciativa

Realização: Blue Note SP

País: Brasil

Com o avanço do COVID-19 , muitas pessoas em situação de rua deixaram de ser atendidas por serviços sociais por conta das medidas de segurança adotadas na quarentena. Pensando nisso, o Blue Note de São Paulo, em parceria com Bar Brahma, Bar Leo e Riviera Bar e Restaurante passaram a distribuir cerca de 500 refeições por semana àqueles em situação de vulnerabilidade na região central da capital. Para ampliar a iniciativa, a empresa lançou, em abril de 2020, uma campanha em que destina 15% do faturamento dos pedidos feitos via o aplicativo Goomer para a produção de mais refeições para doação.

Para reduzir risco de contágio de Covid-19 entre idosos e profissionais da saúde, Hyundai oferece caronas gratuitas

Realização: Hyundai

País: Brasil

Em março de 2020, a Hyundai em Florianópolis passou a oferecer caronas gratuitas para profissionais de saúde e pessoas comais de 60anos com o programa “Transporte Solidário”. Nele, carros de test drive parados devido ao fechamento de lojas e concessionárias são usados para a mobilidade. A medida busca evitar que a população mais vulnerável e com alto risco de exposição ao vírus faça uso do transporte público, local de alto risco de contaminação devido a dificuldade de manter o distanciamento entre os passageiros e a ventilação limitada do espaço.

Já em abril, a empresa anunciou a extensão do programa para outras cidades do Brasil.

 

Stone lança campanha #CompreLocal e diversas iniciativas para ajudar pequenos negócios impactados pela pandemia

Realização: Stone

País: Brasil

No final de abril, o Tinder anunciou que todos os usuários terão acesso à fer

Em março de 2020, a empresa de maquininha de cartões Stone lançou a campanha #CompreLocal, como forma de mobilizar o maior número de pessoas possíveis para que façam suas compras em pequenos negócios. A campanha conta com uma plataforma em que os comerciantes podem divulgar os seus negócios para a comunidade e onde diversas ferramentas online são disponibilizadas para que os comerciantes possam conquistar um novo canal de vendas e se manter ativos durante a quarentena.

A empresa também anunciou uma série de medidas para que os negócios que sofreram suspensão da atividade presenciais por determinação do governo consigam cortar custos, e aumentar o fluxo de caixa. Entre as iniciativas estão:

  • Isenção da mensalidade do aluguel das máquinas no período em que acredita ser o mais crítico para os casos de Covid-19.
  • Fornecimento de equipamentos adicionais sem custo para operação de delivery.
  • Oferta de R$ 100 milhões em microcrédito.
  • Desconto na taxa de antecipação de recebíveis. A taxa, cobrada para que o varejista possa antecipar o recebimento dos pagamentos realizados na modalidade crédito, tradicionalmente repassados 30 dias após a realização da venda, terá redução de 25%.

 

Museu do Futebol lança projeto para combater a solidão entre idosos durante o isolamento social

Realização: Museu do Futebol

País: Brasil

O Museu do Futebol de São Paulo lançou, em março de 2020, o projeto Revivendo Memórias #EmCasa, em que o time do educativo do museu promove conversas online com idosos para combater a solidão durante a quarentena.

Nele, os educadores buscam trabalhar a memória afetiva dos participantes a partir do futebol e de outros assuntos de interesse desse público como músicas, novelas e filmes.

A ideia surgiu a partir da experiência que o Museu já tem, em parceria com o Hospital das Clínicas, de atendimento a pessoas com a doença de Alzheimer. Com o surgimento do coronavírus e a necessidade de isolamento social, a instituição resolveu abrir a iniciativa para um público mais amplo, trocando as visitas presenciais pelas conversas à distância – até porque, o Museu também está temporariamente fechado como parte dos esforços de conter a propagação da doença.

 

Stella Artois cria site de vouchers para ajudar pequenos restaurantes

Realização: Stella Artois

País: Brasil

Chamado de Apoie Um Restaurante, projeto permite que clientes comprem vouchers com 50% de desconto para consumo pós-pandemia.

A plataforma permite que clientes comprem vouchers de R$ 100 pagando somente R$ 50. A ideia é que os consumidores possam usufruir do benefício quando as restrições de deslocamento terminarem. 

O objetivo é ajudar esses restaurantes a ter dinheiro em caixa para dar continuidade ao seu empreendimento. A Stella Artois irá pagar a diferença de R$ 50 aos estabelecimentos, repassando o valor integral de R$ 100 para o pequeno negócio.

 

Coca-Cola suspende publicidade de todas suas marcas e reverte a verba para o combate ao CoronavÍrus

Realização: Coca-Cola

País: Brasil

A Coca-Cola suspendeu a publicidade de todas as suas marcas e reverteu a verba para a divulgação de informações de prevenção, saúde dos funcionários e iniciativas de combate ao vírus.

Afirma que doará, junto a seus parceiros e à The Coca-Cola Foundation, US$ 120 milhões no combate à doença. 

 

Nestlé doa 500 toneladas de alimentos para a população Brasileira

Realização: Nestlé

País: Brasil

Em março de 2020, a Nestlé anunciou a doação de mais de 500 toneladas de alimentos, bebidas e alimentos para animais de estimação para auxiliar a sociedade brasileira durante a pandemia. Dentre os itens estão leites, sopas, biscoitos e cafés, entre outros. Além disso, em parceria com as cooperativas de reciclagem e catadores da plataforma Cataki, será realizada a doação de mais de 24 toneladas de alimentos, que serão distribuídos a aproximadamente 2.500 famílias ligadas às cooperativas de reciclagem da cidade de São Paulo e região.

 

GOL disponibiliza passagens aéreas sem cobrança de tarifa a médicos e demais profissionais de saúde

Realização: GOL

País: Brasil

A GOL linhas áreas anunciou que desde 23 de março de 2020, está disponibilizando passagens aéreas sem a cobrança de tarifa aos médicos e demais profissionais de saúde, que precisam se deslocar pelo Brasil para prestar atendimento aos doentes vítimas do coronavírus.

Para participar, qualquer profissional da saúde pode se apresentar nas lojas da GOL, localizadas nos aeroportos, com até duas horas de antecedência aos voos para viabilizar, sem custos nas tarifas e pagando apenas a taxa de embarque, o seu deslocamento até à localidade demandada. 

Além disso, o programa de acúmulo de milhas da companhia, o Smiles, fornecerá 1.000 milhas bônus para cada trecho voado pelos profissionais de saúde.

 

Nubank paga compras de delivery e consultas para clientes durante a quarentena

Realização: Nubank

País: Brasil

Em março de 2020, a fintech brasileira anunciou a criação de um fundo de 20 milhões de reais, com recursos provenientes da verba de marketing e de outros ganhos de eficiência, para ajudar nas despesas dos clientes com atendimento médico e psicológico remoto via vídeo, pedidos de supermercados e farmácias, entre outros serviços.

A iniciativa funciona assim: o cliente entra em contato com o banco, explica sua necessidade e o Nubank direciona o cliente para uma empresa ou instituição parceira da iniciativa.

O hospital Sírio-Libanês, por exemplo, disponibilizou mil atendimentos em sua plataforma de tele-orientação médica para os clientes da fintech. A parceria com a plataforma de atendimento psicológico Zenklub funcionará de forma semelhante. Já a parceria com iFood e Rappi funcionará via créditos que poderão ser usados para entregas de comida ou outras compras. O valor da compra e da entrega são pagos pelo Nubank.

Protagonismo de representantes de comunidades para ajuda durante o período de isolamento

Realização: Juntos pelo Complexo do Alemão

País: Brasil

Cartazes, grafite, carros de som e adaptações de músicas funk são estratégias adotadas por moradores de comunidades periféricas para tentar minimizar os danos da pandemia do novo coronavírus em áreas de risco. No Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, entidades criaram um gabinete de crise para elaborar ações de conscientização sobre a importância de lavar as mãos e evitar aglomerações.

Diante dos desafios para combater a covid-19 nas favelas, representantes de entidades da sociedade civil se organizam em todo o País para suprir lacunas em regiões desassistidas pelo Estado. Além de reunir doações de alimentos e itens básicos de higiene, um dos principais desafios das organizações é fazer as entregas chegarem aos beneficiários de forma segura, sem chance de contágio.

Outro foco é a campanha de arrecadação de doações para moradores da favela. No Rio, alguns dos responsáveis são do jornal comunitário Voz das Comunidades. Eles afirmam que parte do valor arrecadado será usada para a compra de água, álcool em gel e sabonete. A segunda etapa terá foco na distribuição de alimentos.

Criador do Voz das Comunidades, o ativista Rene Silva afirma que as doações ficam isoladas por pelo menos três dias em um local seguro a fim de evitar contaminações. Depois, tudo é higienizado e manuseado com luvas até chegar ao destino final.

 

Gastromotiva lança Cozinhas Solidárias para ampliar o acesso da população vulnerável à comida

Realização: Gastromotiva

País: Brasil

Com a pandemia, um dos braços de atuação da ONG Gastromotiva, o Reffeitorio Gastromotiva, escola de culinária e ponto de alimentação para pessoas em situação de vulnerabilidade no Rio de Janeiro, passou a operar como receptor alimentos doados que serão escoados para organizações parceiras que precisam de ajuda.

Além do banco de alimentos, a Gastromotiva também planejou, por meio da sua rede de alunos, ex-alunos e parceiros, um modelo de cozinhas que possam atender populações em situação de insegurança alimentar. Nessas cozinhas, chamadas de Cozinhas Solidárias, cada cozinheiro usa a sua própria estrutura para produzir as refeições. A Gastromotiva envia alimentos, embalagens e ajuda a gerenciar a operação e logística de distribuição das refeições nas comunidades.

Para ajudar a manter e abrir novas Cozinhas Solidária, a Gastromotiva também criou o fundo #Eualimentoesperança, em que pessoas podem fazer contribuições através da plataforma de crowdfunding Kickante.

 

Ambev produz álcool em gel para doar a hospitais públicos

Realização: Ambev

País: Brasil

Em março de 2020, a produtora de bebidas Ambev anunciou a produção e doação de 500 mil unidades de garrafas de álcool em gel para os hospitais públicos brasileiros das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, que concentram os maiores números de casos de Covid-19 do país.

Para a produção do álcool gel, a empresa usou o etanol advindo do processo de fabricação da Brahma 0.0, cerveja sem álcool da companhia. Já para as embalagens, foram usadas garrafas pets de 237ml que seriam utilizadas para o envase de outras bebidas da companhia.

Em abril, a empresa anunciou a distribuição de outras 500 mil unidades de álcool gel para atender todas as Unidades Federativas do país. Para ampliar a doação, a Ambev criou linhas de produção exclusivas em algumas unidades fabris e adquiriu novos equipamentos para as cervejarias. Segundo a empresa, 1,2 milhões de unidades de álcool gel foram entregues.

A empresa não é a primeira a colocar em prática esse tipo de iniciativa. Na França, o grupo LVMH converteu suas fábricas de fragrância em instalações para a produção de álcool gel.

 

Plataforma ‘Vizinho do Bem’ conecta vizinhos que precisam de auxílio durante a quarentena com aqueles que podem ajudar

Realização: Nox

País: Brasil

Percebendo que muitas pessoas em quarentena, especialmente aquelas no grupo de risco, como idosos e pessoas com comorbidades, estavam precisando de ajuda para realizar atividades como ir ao supermercado ou passear com o cachorro, a start-up brasileira de gestão de condomínios Nox lançou, em março de 2020, a plataforma Vizinho do Bem, que conecta vizinhos que precisam de ajuda com aqueles que podem ajudar.

Funciona assim: o interessado preenche um cadastro com seus dados, dizendo se precisa de ajuda ou quer ajudar. O time da start-up analisa a veracidade das informações apresentadas e pesquisa as proximidades entre a ajuda e o voluntário, fazendo a conexão dessas pessoas por WhatsApp. Após feita a aproximação, a apresentação e relação fica por conta das duas partes. O serviço é prestado de forma gratuita.